• UNEB no Youtube
  • UNEB no Linkedin
  • UNEB no Facebook
  • UNEB no Instagram
Formação técnica potencializa entrada no mercado de trabalho

Professor aponta a necessidade de continuidade com graduação

Um estudo da Fundação Getúlio Vargas mostra que 72% dos alunos que optam por um curso técnico se formam com emprego garantido. Aponta ainda que para cada ano de estudo o salário de um técnico aumenta 14%. O professor e diretor geral da União Educacional de Brasília - UNEB, Marcelino Federal Neto, no entanto, explica que é necessário continuar os estudos e fazer graduação.

O professor explica ainda que os cursos técnicos duram entre um e dois anos. “Os cursos de graduação duram quatro anos. No Brasil, existem mais de 160 opções de cursos em diversas áreas. Nossa experiência mostra que é necessário dar continuidade aos estudos para obter promoção e aumento de salário”.

A UNEB é uma das poucas faculdades em Brasília que possui encaminhamento profissional durante a graduação. A instituição mantém a Agência de Trabalho e Emprego e oferece apoio gratuito aos alunos. “Conseguimos colocações em empresas públicas e privadas. Cadastramos o interessado, ele recebe as informações da vaga e orientação para a entrevista. Depois, damos também o feedback da empresa, mesmo sendo negativo, ou seja, que ele não tenha passado no processo seletivo”, explica Marcelino Federal.

Cursos técnicos no mundo

No Brasil, apenas 9% dos alunos estão matriculados em escolas técnicas. Uma realidade bem diferente de vários países da Europa, por exemplo. Lá, cada vez mais governos e empresas investem no ensino e na formação de técnicos.

A Alemanha é referência. Lá, a educação profissionalizante é conhecida como sistema dual de ensino, que combina o treinamento prático nas empresas com aulas teóricas na escola. Os cursos duram de dois a três anos e meio e formam trabalhadores em 350 ocupações ligadas ao comércio, indústria, prestação de serviço e serviço público - 53% dos alunos fazem essa escolha.

Eles ficam de um ou dois dias na escola e os outros nas oficinas. É uma rotina dura, mas que compensa porque a maioria sai com emprego garantido.

Professor aponta a necessidade de continuidade com graduação

Um estudo da Fundação Getúlio Vargas mostra que 72% dos alunos que optam por um curso técnico se formam com emprego garantido. Aponta ainda que para cada ano de estudo o salário de um técnico aumenta 14%. O professor e diretor geral da União Educacional de Brasília - UNEB, Marcelino Federal Neto, no entanto, explica que é necessário continuar os estudos e fazer graduação.

O professor explica ainda que os cursos técnicos duram entre um e dois anos. “Os cursos de graduação duram quatro anos. No Brasil, existem mais de 160 opções de cursos em diversas áreas. Nossa experiência mostra que é necessário dar continuidade aos estudos para obter promoção e aumento de salário”.

A UNEB é uma das poucas faculdades em Brasília que possui encaminhamento profissional durante a graduação. A instituição mantém a Agência de Trabalho e Emprego e oferece apoio gratuito aos alunos. “Conseguimos colocações em empresas públicas e privadas. Cadastramos o interessado, ele recebe as informações da vaga e orientação para a entrevista. Depois, damos também o feedback da empresa, mesmo sendo negativo, ou seja, que ele não tenha passado no processo seletivo”, explica Marcelino Federal.

Cursos técnicos no mundo

No Brasil, apenas 9% dos alunos estão matriculados em escolas técnicas. Uma realidade bem diferente de vários países da Europa, por exemplo. Lá, cada vez mais governos e empresas investem no ensino e na formação de técnicos.

A Alemanha é referência. Lá, a educação profissionalizante é conhecida como sistema dual de ensino, que combina o treinamento prático nas empresas com aulas teóricas na escola. Os cursos duram de dois a três anos e meio e formam trabalhadores em 350 ocupações ligadas ao comércio, indústria, prestação de serviço e serviço público - 53% dos alunos fazem essa escolha.

Eles ficam de um ou dois dias na escola e os outros nas oficinas. É uma rotina dura, mas que compensa porque a maioria sai com emprego garantido.

 
Localização: SEPS W4, Quadra 709/909, Bloco D, s/n - W3 Sul, Brasília - DF, 70.390-089 - Edificio FAPE E-mail: relacionamento@uneb.com.br
Desenvolvido por -